A primeira nocturna do abono Lisboeta 2018, ficou marcada pelo grande ambiente que se viveu nas bancadas, tendo a praça registado uma excelente moldura humana. As pessoas tinham “fome” de toiros e tinham essencialmente, saudades das corridas do Campo Pequeno. Muito mais do que um espectáculo, também se trata de um evento social, mas com seriedade.

Seriedade essa, imposta pelo curro da ganadaria Dr. António Silva, os seis toiros embora com comportamentos diferentes, tinham uma excelente apresentação e impunham respeito. As melhores reses foram as lidadas em segundo lugar (o toiro tinha uma investida pronta e boas arrancadas, embora nota-se alguma crença junto ao pátio de quadrilhas) e o terceiro (um animal que se fixou sempre no cavalo).

Rui Fernandes realizou duas lides distintas. A primeira foi discreta, e a segunda foi espectacular e emocionante.

João Moura Jr foi o mais homogéneo dos três cavaleiros presentes nesta noite. O cavaleiro de Monforte, foi autor de duas boas lides, que primaram por cites de praça a praça, bons ladeios e uns ferros de palmo de nota artística.

João Telles Jr enfrentou o lote mais reservado, mesmo assim conseguiu bons momentos, em especial montando o cavalo “Equador”. O cavaleiro da Torrinha, esteve melhor diante do 3º toiro da noite, realizando uma lide em crescendo.

No que diz respeito aos forcados, foi uma noite dura mas com grandes pegas.

Por Santarém foram caras: Francisco Graciosa à terceira tentativa, Lourenço Ribeiro à primeira, numa pega muito vistosa em que o toiro deu uma “cambalhota” e o forcado acreditou até ao fim que era possível lá ficar e António Taurino consumou à primeira, uma pega dura e cheia de técnica.

Pelo Grupo de Montemor foram caras: o cabo António Vacas de Carvalho valente como sempre, realizando uma grande pega  à primeira tentativa, Francisco Borges saiu lesionado após uma tentativa na qual esteve enorme, sendo dobrado por João da Câmara, que consumou à primeira tentativa e Francisco Barreto fechou praça com uma excelente pega ao  primeiro intento.

 

Dirigiu a corrida com eficácia Pedro Reihnardt, assessorado pelo veterinário Jorge Moreira da Silva.

foto: Campo Pequeno