O Benfica disse ontem adeus à Liga dos Campeões ao empatar a 2 bolas com o Bayern de Munique, ficando o resultado final das duas mãos em 3-2, com vantagem para os alemães, que venceram as águias na semana passada em Munique por 1-0.

Acabou o sonho do Benfica na Liga dos Campeões, mas imagem que ficou da equipa portuguesa é a melhor, uma vez que a suposta diferença de poderio (e de orçamentos), entre as duas equipas que foi bastante falada antes da eliminatória, não se fez notar em campo. Portugueses e alemães jogaram “taco-a-taco”, numa eliminatória muito equilibrada e disputada até aos últimos minutos.

benfica - salvio

O Benfica jogou sem 3 dos seus titulares, Jonas (por castigo), Mitroglou e Gaitán  (por lesão) e apesar das mudanças de Rui Vitória, a equipa não foi afectada realizando uma excelente partida de futebol. Os golos da equipa da Luz foram marcados por Jiménez e Talisca, enquanto Arturo Vidal e Muller marcaram para os bávaros.

De salientar que o Benfica alcançou ontem, o recorde nacional de encaixe financeiro provenientes dos prémios da Champions. Ao todo entre a participação na fase de grupos, presença nos oitavos-de-final e nos quartos-de-final, mais a parcela relativa às transmissões televisivas (cujo valor apenas será apurado no final da temporada), os cofres da Luz podem receber uma receita superior a 35 milhões de euros.

Fotos: Jornal A Bola