Este ano ao contrário do que é habitual, não foi um escritor a receber o Nobel da Literatura, mas sim um músico. O  norte-americano Bob Dylan, tornou-se o 113º vencedor do prémio literário mais cobiçado do planeta. A Academia Sueca justificou a entrega do Nobel ao músico de 75 anos,“Por ter criado novas formas de expressão poética no quadro da grande tradição da música americana”. Porém, Bob Dylan, é o primeiro Nobel da Literatura cujo ofício se centra num campo exterior ao literário, apesar do trabalho paralelo e ocasional enquanto pintor, actor, argumentista ou escritor. A atribuição deste Nobel, visa essencialmente, servir de legitimação literária da canção popular.

O ano passado, o Nobel da Literatura foi atribuído à jornalista bielorrussa Svetlana Alexievich, cuja obra literária é criada a partir de extensas entrevistas a centenas de fontes. Situação que não foi bem aceite no meio literário, porque a Academia Sueca, tinha fugido aos cânones tradicionais, do que é um escritor.

Até ao momento o cantor de “Blowing in the wind”, não agradeceu publicamente o prémio, nem falou telefonicamente com os responsáveis da Academia Sueca.

Foto: agência Reuters

Vídeo: Youtube