Um dia depois do polémico post no Facebook, em que o Ministro da Cultura prometeu bofetadas aos colunistas do jornal Público Augusto Seabra e Vasco Pulido Valente, João Soares, apresentou a demissão das suas funções no Governo.

O filho de Mário Soares invocou razões de solidariedade com o executivo, como o motivo da sua demissão que foi aceite pelo primeiro-ministro António Costa que agradeceu publicamente o empenho e a colaboração do ex-ministro da Cultura.